[FCAP JR. + Seu Contador] Saiba como abrir um Negócio: da Burocracia à Gestão

Como Abrir um Negócio: Da burocracia à Gestão

                                            Recife é a 4ª cidade mais burocrática quanto à abertura de Negócios no Brasil      

Demora-se 151 dias para que um Negócio possa ser aberto na Capital Pernambucana, segundo a Endeavor. Além de toda a burocracia, é necessário estar atento à gestão da sua empresa, já que é nesse momento inicial que todas as práticas devem ser estruturadas.

Impostos, avais da prefeitura e autorização para emitir notas fiscais são algumas “dores de cabeça” que podem desestimular o Empreendedor nessa parte burocrática. Nessa situação, a paciência realmente é a chave para o sucesso. É de suma importância manter-se paciente durante todo o processo e acreditar no seu potencial grande negócio.

As práticas de gestão iniciais que precisam ser estruturados desde o início da empresa também precisam ser bem planejadas. A validação do modelo de Negócios, o Planejamento financeiro e o Recrutamento e Seleção são alguns dos pontos que deve ser dada completa atenção nesse momento inicial.

Neste texto, vamos abordar o passo-a-passo de como abrir um negócio, além de práticas de gestão iniciais essenciais para que o Empreendimento dê certo. Nós iremos detalhar tudo o que você precisa saber sobre como abrir e manter um Negócio de sucesso em Recife. Vamos lá?

Como abrir um Negócio

Como dito anteriormente, a burocracia para que se possa abrir uma empresa é algo realmente desestimulante. Mas, com a ajuda dos profissionais certos, pode ter certeza que esse processo complicado fica muito mais fácil.

É por isso que a nossa grande dica é contratar um contador de confiança: ele pode te livrar de maiores problemas lá na frente, como, por exemplo, impostos e folha de pagamento.

Para esclarecer de forma prática, convidamos André Abdom e Matheus Lopes, Sócios do SeuContador, um escritório de contabilidade focado em Empreendedorismo e Inovação e parceiro da FCAP JR. Consultoria. Nesse vídeo, eles vão explicar à você o passo-a-passo para a constituição do CNPJ de uma empresa.

 

 

Depois de emitir o CNPJ, as próximas etapas vão depender do setor da empresa que você deseja abrir.

  • Para empresas que trabalham com a produção de bens e com vendas de mercadorias, é necessário o registro na Secretária Estadual da Fazenda, a chamada Inscrição Estadual. Essa é obrigatória para os setores de comércio, indústrias, serviços de transporte intermunicipal e interestadual, comunicação e energia. Esta solicitação deverá ser via internet. Para isso, é necessário ter um contador, e este deve estar pré-autorizado (ter senha de acesso), pois é ele quem fará a solicitação de inscrição.
  • Para as empresas que trabalham com prestação de serviços é necessário o registro na Prefeitura Municipal. Na maioria dos estados esse registro sairá automaticamente após o registro da empresa na Junta Comercial.

Após essa etapa, é preciso fazer a solicitação dos Alvarás de Funcionamento.

Alvará de Corpo de Bombeiros

Esse alvará deverá ser protocolada juntamente ao Corpo de Bombeiros, que fará uma avaliação do grau de risco da edificação. O procedimento para liberação do alvará varia de acordo com o grau de risco de cada edificação.

Alvará de Funcionamento

Todos os estabelecimentos comerciais, industriais e/ou de prestação de serviços precisam de uma licença prévia do município para funcionar. Esta licença é o Alvará de Funcionamento e Localização. Ele deve ser solicitado junto à prefeitura.

Depois da solicitação, faz-se necessário o cadastro na previdência social. Após o Alvará de Funcionamento, a empresa já pode ser considerada apta para operar. Entretanto, ainda ficam faltando duas etapas importantes: cadastro na previdência social e o aparato fiscal.

Cadastro na Previdência Social

Ao contratar funcionários, é preciso arcar com todas as obrigações trabalhistas referentes a eles. Mesmo que seja apenas um funcionário, ou apenas os sócios, a empresa precisa se cadastrar na Previdência e pagar os tributos.

Essa etapa é muito importante para evitar futuros problemas lá na frente: caso o Empresário não esteja regularizado com os funcionários, esses podem processar a empresa e isso pode custar muito.

Atenção especial às empresas familiares, visto que nessas muitas vezes as pessoas negligenciam as obrigações trabalhistas.

Aparato Fiscal

A última etapa é a de preparar o aparato fiscal, a qual será solicitada na prefeitura a autorização para impressão das notas fiscais e a autenticação de livros fiscais. As empresas que pretendam dedicar-se às atividades de indústria e comércio deverão ir à Secretaria de Estado da Fazenda.

A partir daí, a sua empresa estará pronta para funcionar legalmente. Se você ainda tiver alguma dúvida sobre a parte da Regulamentação, fale com o SeuContador, ele está disponível para tirar todas as suas dúvidas.

É importante se atentar também às práticas de gestão indispensáveis nesse momento de abertura.

Segundo o SEBRAE, mais de 50% das empresas do Brasil fecham com menos de 5 anos de existência devido a má gestão. Isto é, essas práticas de gestão não só são importantes para a sua empresa obter uma vantagem competitiva, como também são essenciais para  o funcionamento dela a longo prazo.

 

Passos iniciais para uma Gestão de Sucesso

Desde sempre você sonhava em ter um negócio próprio. Você se planejou, enfrentou toda a burocracia e finalmente ele saiu do papel. E agora? Quais são os passos seguintes a serem tomados?

Nesse primeiro momento, a palavra-chave é prioridade. É importante saber priorizar quais ações devem ser tomadas inicialmente. Pensando nisso, nós elaboramos uma lista das 3 principais práticas de gestão a serem feitas logo após a abertura da empresa.

Validar o Modelo de Negócios

O Modelo de  Negócios é a forma como a empresa cria, entrega e captura valor. É a fórmula que transforma time, produto e gestão em receita, lucros e retorno para os acionistas.

A validação deste modelo é o primeiro passo para começar a estabelecer um crescimento sustentável. É preciso saber se o modelo de negócios criado é realmente válido diante do mercado e dos concorrentes.

Existem alguns problemas advindos da falta de uma validação, como por exemplo a falta de um entendimento das necessidades do consumidor, de uma  compreensão do mercado, fatores econômicos e dos concorrentes.

Para Identificar ou antecipar as necessidades dos clientes a fim de se posicionar à frente dos concorrentes e entender melhor o mercado que você vai se inserir, é indicada a Pesquisa de mercado e o Business Model Canvas.

pesauisa de mercado2

Pesquisa de Mercado

Segundo Kotler, Guru do Marketing Moderno, Pesquisa de mercado é o planejamento, coleta, análise e apresentação de dados e descobertas relevantes sobre uma situação específica enfrentada por uma empresa.

A pesquisa de mercado é indispensável para a tomada de decisões embasadas, visto que as respostas obtidas nessa pesquisa são uma representação real da situação da empresa perante aos clientes e à concorrência.

Essa é feita em dois âmbitos principais: por meio de Dados Secundários e Dados Primários.  

Os Dados Secundários, são dados pré-existentes gerados para outros fins que podem ser úteis à pesquisa. Esses dados têm um baixo custo de aquisição, entretanto, são bem generalistas já que foram gerados para outros objetivos.  A partir de pesquisas do SEBRAE, por exemplo, é possível saber a situação econômica do setor que você vai se inserir.

Existem também as pesquisas feitas a partir de Dados Primários, que são informações geradas única e exclusivamente para um objetivo específico. Esses dados têm um alto custo de aquisição e são bem assertivos , principalmente por terem uma amostragem estatística bem definida.

Geralmente, esses dados primários são gerados a partir de abordagens clássicas da pesquisa de mercado, como: pesquisa de opinião, pesquisa de concorrentes, Focus Group, pesquisa de ponto comercial e pesquisa de viabilidade mercadológica.

A pesquisa de Mercado é essencial na hora de validar o seu negócio. Para saber como fazer uma, baixe o nosso guia  gratuito e completo!

Existe também uma ferramenta de gestão bastante importante nessa etapa da validação. O Business Model Canvas – ou quadro de Modelo de Negócios – vai te auxiliar a entender o seu negócio e gerar mais clareza dos seus objetivos.

Quadro de Modelo de Negócios

abrir um negócio

Essa ferramenta tem como objetivo descrever tudo que é relevante para o seu negócio em nove áreas, de forma abrangente e flexível.

  1. Proposta de valor: O que minha empresa tem que nenhuma outra tem?
  2. Segmento de clientes: Quem é meu público-alvo?
  3. Canais: Como alcançaremos nossos clientes?
  4. Relacionamento com clientes: Qual será o tipo de ligação entre minha empresa e os clientes?
  5. Fontes de receita: Como obterei receita através do meu negócio?
  6. Recursos-chave: Quais recursos são fundamentais para gerar valor para o cliente?
  7. Atividades-chave: O que é fundamental para o funcionamento do meu negócio.
  8. Parceiros-chave: Quais e como serão as alianças de negócios que complementam meu serviço/produto?
  9. Estrutura de custos: Quais serão meus custos?

    Sua função é permitir que empreendedores e estrategistas definam o modelo de negócios da empresa de uma forma simples e visual. Por sinal, o caráter visual da ferramenta é marcante. Ele permite relacionar as informações de uma forma sistêmica, integrada e rápida.” (Movimento Empreenda)

Ao fornecer uma visão abrangente e flexível do modelo de negócios da empresa, a análise do Business Model Canvas, quando bem feita, auxilia os empreendedores nos processos de criação, diferenciação e inovação do seu negócio. Além disso, oferece um maior poder de decisão para adotar estratégias futuras.

Para saber mais sobre essa ferramenta de gestão que vai fazer você iniciar o seu Empreendimento com sucesso, leia o texto Bussiness Model Canvas, por trás da ferramenta.

Planejamento Financeiro

É importante estabelecer, ao investir uma quantia X em um novo empreendimento, em quanto tempo é esperado o payback, ou seja, em quanto tempo é esperado que o lucro acumulado iguale ao investimento inicial.

Para isso, é preciso fazer projeções financeiras para pelo menos os primeiros seis meses, a partir de suas expectativas quanto ao negócio e a situação do mercado econômico no geral.

Essa projeção nada mais é do que uma previsão das receitas e despesas futuras. Geralmente, a projeção contabiliza dados internos ou históricos e inclui a previsão de fatores externos do mercado.

Nela, será idealizado o orçamento do mês permitido para as despesas e custos. Para saber como fazer uma projeção financeira, visite o site da Luz.

É imprescindível que sejam criadas projeções nos cenários otimista, realista e pessimista. Antecipar diferentes possibilidades faz com que você esteja mais preparado para todas as situações  do futuro.

Essa idealização orçamentária é o que vai permitir que as metas e objetivos sejam alcançados, a partir de ações que cabem dentro do orçamento da empresa. Caso não haja esse planejamento financeiro, as decisões passam a ser impulsivas e sem embasamento. Por isso, o planejamento é fundamental para a sobrevivência de qualquer empresa no mercado.

Em relação à gestão financeira, em primeiro lugar é fundamental estruturar um fluxo de caixa efetivo para ter um maior controle de todas as entradas e saídas da sua empresa. Nele, você pode controlar financeiramente, equilibrar e destinar com qualidade tudo que entra e sai de valores da sua empresa.

Para tornar todos os processos financeiros mais simples, é importante possuir um Software Financeiro. Eles têm como principal função organizar o fluxo de informações das transações financeiras, facilitar a geração de relatórios gerenciais e contábeis, e automatizar a maioria dos processos financeiros.

Para Pequenas e Médias Empresas, é indicado o sistema do ContaAzul. É um dos Softwares mais simples a ser usado e fornece um controle financeiro e de estoque integrado às vendas, integração bancária, emissão de notas fiscais, além relatórios gerenciais.

A partir dessas práticas, é possível tornar o seu negócio mais competitivo, aumentando as chances de sucesso do  Empreendimento.

 Recrutamento e Seleção

abrir um negócio

“ As pessoas constituem o principal ativo de uma Organização”

A escolha de profissionais qualificados é um dos fatores que vai determinar a Competitividade da sua Empresa. A criação de um time motivado é fundamental para que o seu Empreendimento atinja o potencial esperado.

Além disso, é a confiança no seu time que vai fazer com que você se sinta à vontade em delegar as tarefas. Por esse motivo, o Recrutamento e Seleção é uma etapa muito importante na hora da abertura da empresa.

De acordo com a Endeavor, um dos erros mais comuns dos Empreendedor é sair contratando sem critério. Ao publicar uma vaga nos meios de comunicação, é importante definir de forma criteriosa as características esperadas por aquele que vai preencher a vaga.

Dessa forma, os currículos podem passar por uma triagem mais rigorosa. Às vezes a vaga não é tão específica e os candidatos acabam não sendo o que o Empreendedor espera.

Existem alguns sites nos quais as vagas podem ser publicadas, como por exemplo no site Vagas e Catho. Existem também sites destinados apenas à vagas de Estágio, como o CIEE  e o IEL.

No caso de estágio, a empresa se vincula a algum desses órgãos e o escolhido passa a ser responsável por toda a burocracia da contratação de estagiário. Nesse caso, é paga uma taxa mensal (em média de R$60,00) referente ao seguro de trabalho do estagiário.  

É importante também, após a triagem dos currículos, fazer pelo menos duas fases antes da seleção final, a fim de conhecer melhor o candidato. A primeira fase pode ser uma dinâmica de grupo, na qual poderá ser testado a capacidade dele trabalhar em equipe e de liderar.

Já a segunda e última fase poderá ser feita uma entrevista final. Para a escolha entre os candidatos finais, essa técnica de Robert Wong pode ser bastante útil. Antes de contratar alguém, faça a você mesmo três perguntas:

 

  1. “Eu compraria o carro usado dessa pessoa?” (Na realidade, você nem sabe se ele tem carro e nem está precisando de um, mas este questionamento vai ajudar a avaliar se essa pessoa me transmite credibilidade ou se eu pressinto que ele vai me vender gato por lebre.)

 

  1. “Eu traria essa pessoa para dentro do meu círculo íntimo?” (Em outras palavras, você apresentaria essa pessoa a sua família e aos seus amigos mais próximos? Ou seja, você poderia confidenciar a ela os seus sentimentos mais profundos e/ou segredos pessoais.)

      

  1. “Essa pessoa e eu estamos dentro do elevador no 29º andar de um prédio, e na descida acaba a força elétrica, e vamos ficar confinados nesse espaço minúsculo por duas ou três horas. Nessa situação de estresse, eu ficaria tranquilamente ao lado dessa pessoa até sermos resgatados? Ou seria um “inferno” depois dos primeiros 5 minutos?”

Se a resposta para essas três perguntas forem sim, você deve contratar esse candidato!  Para ajudar na criação deste processo seletivo, consulte o E-book grátis da Endeavor.

Essas são as práticas de Regulamentação e Gestão que vão fazer o seu negócio iniciar com sucesso. Nós estamos à sua disposição caso você esteja buscando abrir uma empresa de maneira assertiva!

nmn

Caso queira se aprofundar mais nas práticas de gestão, baixe o E-book  da trilha da gestão, ao qual elencamos as 12 ferramentas indispensáveis para escalar os resultados de acordo com o nível de maturação Empresarial.

 



4 Comentários

Deixe uma resposta