O que você precisa saber para crescer no Setor Alimentício – FCAPJR. Consultoria

O que você precisa saber para crescer no Setor Alimentício

Você possui um negócio no setor alimentício e não sabe como impulsionar os seus resultados? Você que abrir um negócio no setor mas ainda não sabe como? Se você respondeu sim para uma das duas perguntas, esse é o conteúdo certo para você!

CONTEXTO

O setor alimentício é um dos setores que não foram afetados intensamente pela crise econômica pela qual o Brasil passou nos últimos anos. Por isso, é considerado pelos economistas um mercado estável e alvo de muitos empreendedores que querem abrir uma nova empresa ou expandir seus negócios.

Esse mercado é muito competitivo e apresenta um alto nível de crescimento. Dados da Abia (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação) indicam que o segmento food service vem crescendo de forma consistente, com uma taxa média de 14,7% ao ano. Esse dado mostra que mesmo com a crise econômica o mercado não para de crescer e empreendedores não param de investir no segmento.

Observando mais atentamente a cidade do Recife, podemos perceber que a mesma se consolidou ao longo dos anos como o terceiro polo gastronômico do Brasil, dado fornecido pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), atrás apenas de São Paulo e do Rio de Janeiro. A cidade é considerada um polo não somente pelo número de restaurantes e similares, mas também pelo qualidade dos restaurantes e pela diversidade de culinárias.

 

QUAIS FATORES DEVE-SE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO?

Por conta de tudo que foi dito, fica evidente de que entrar em um setor altamente competitivo e de alto crescimento como o alimentício não é uma tarefa simples. Saber posicionar sua marca em meio a tantos concorrentes, observar os anseios do seu público-alvo, entender os custos da sua produção e precificar o seu produto de forma correta são pontos extremamente importantes para fazer com que a sua empresa possa competir dentro desse nicho.

Se você está começando o seu negócio agora e deseja crescer cada vez mais no setor alimentício, fique atento nesses próximos pontos!

 

1) ENTENDA O SEU PÚBLICO-ALVO

Antes de saber a importância, é necessário que você empreendedor entenda o que é público-alvo. Público-alvo é um grupo específico de consumidores que apresentam alguma característica semelhante, seja renda, situação socioeconômica, aspecto cultural, local de moradia ou outras características.

A necessidade de um determinado público pode ser o gatilho para a construção de um negócio no setor alimentício. Por exemplo: alguém um dia raciocinou que um grupo de pessoas que trabalham por um longo período e que não possuem tempo de preparar sua alimentação, mas que tem preferência por comida saudável, estaria a comprar refeições saudáveis congeladas. Hoje, o mercado de refeições prontas se fortalece cada vez mais nas grandes cidades do Brasil.

O público-alvo pode ser também estabelecido de acordo com uma ideia já existente. Dessa forma, pesquisas são necessárias para identificar o perfil do seu público. Caso a ideia já exista e você ainda não possua um ponto comercial, será necessário buscar identificar o melhor local para abrir o seu negócio, levando-se em consideração onde o seu público-alvo reside ou trabalha.

Caso você não tenha uma ideia mas já tenha um ponto comercial, será necessário entender  qual o tipo de negócio se encaixaria com o perfil do público em que o seu ponto se encontra. Serão necessários alguns questionamentos para entender seu público e, com isso, construir o negócio ideal para essa determinada região.

Alguns pontos a serem questionados seriam:

  • Qual a faixa etária de frequentadores da área do seu futuro negócio;
  • Quanto essas pessoas estariam dispostas a pagar por uma refeição;
  • Quais são as características culturais em comum entre elas.

Outro fator a ser destacado é que, caso o seu empreendimento não vier apresentando crescimento ou esteja passando por um momento de estagnação de vendas, talvez deva-se analisar a possibilidade do seu público-alvo ter mudado ou, simplesmente, não se encaixar mais com o modelo proposto por seu estabelecimento ou produto comercializado!

Buscar entender seus consumidores e as alterações que apresentam ao longo do tempo se torna crucial para o crescimento do seu negócio, principalmente no setor alimentício, que é ligado diretamente aos gostos e vontades do público.

A importância do público-alvo se estabelece com os exemplos citados acima, pois através da identificação do seu público, você poderá:

  • Confirmar uma ideia;
  • Pensar em um novo modelo de negócios;
  • Traçar estratégias promocionais;
  • Precificar corretamente seu produto;
  • Estabelecer o produto certo a ser comercializado;
  • Fazer alterações e melhorias nos produtos que você já comercializa.

 

2) POSICIONE A SUA MARCA NO MERCADO

Atualmente, o ato de se alimentar deixou de ser apenas uma necessidade fisiológica e passou a ser algo aliado ao prazer. O livro “O ato de se ‘alimentar’ como uma experiência de lazer no ambiente urbano: fast food versus slow food” traz o seguinte pensamento:

“Comer pode ser atividade lúdica, social, de entretenimento ou de preservação da saúde. Mas também pode ser um modo de ser, um modo de evidência de crenças, um modo de visibilidade da origem de classe e de disposição econômica”.

Dessa forma, os empresários enxergam cada vez mais a possibilidade de inovar de acordo com as necessidades do seu público consumidor, aliando os seus produtos e serviços nesse ramo não só a uma necessidade, mas também a um entretenimento para os seus clientes.

Porém, para inovar em um mercado tão competitivo e utilizar todo o potencial citado acima, é necessário que você observe e analise o pedido do seu consumidor, o que está em alta no mercado e as tendências futuras. Fazer essa análise se torna algo imprescindível para apostar na abertura e expansão de um empreendimento na área de food-service e inovar no mercado alimentício.

Você  não deve se ater apenas ao tipo de alimento que será servido no seu estabelecimento, mas também à experiência que o seu alimento, o seu serviço e o seu estabelecimento trarão ao seu público.

Um plano de marketing se torna altamente necessário no cenário competitivo atual, para entender o perfil do seu público alvo, os seus anseios, o que eles esperam da sua empresa e como atingi-los da melhor forma, proporcionando a experiência que eles desejam. Dessa forma, posicionando sua marca no mercado, torna-se possível gerar valor para o seu negócio e construir um diferencial perante à concorrência.

 

3) ANALISE OS CUSTOS PARA PRECIFICAR O SEU PRODUTO E O SEU SERVIÇO

Uma análise de custos bem feita possibilita escolher o melhor método para a formação do preço dos produtos a serem comercializados. Segundo o IBRACON (Instituto Brasileiro de Contadores), a definição do preço de venda do produto exerce função essencial para as empresas atuais, pois consiste em um dos fatores primordiais no planejamento empresarial, principalmente em meio a uma economia de contínuas mudanças.

Sem a análise de custos, a sua empresa fica impossibilitada de planejar um futuro com exatidão uma vez que você gestor necessita de dados contábeis para estabelecer metas e, ao mesmo tempo, entender até onde é possível chegar e o que se pode alcançar com o que se está produzindo. Dessa forma, a empresa é capaz de se tornar competitiva mesmo em um mercado tão extenso como o alimentício.

Para Roberto Assef, autor do livro Guia prático de formação de preços, a correta formação de preço é fundamental para a sobrevivência das empresas, bem como seu crescimento, independente do seu porte ou setor que está inserido. Para ele, somente usando uma política correta de formação de preço, as empresas conseguiriam alcançar os objetivos de lucro, suas metas, seu desenvolvimento geral, o desenvolvimento de seus funcionários e outras melhorias.

Contudo, lembre-se: uma política de preços eficiente não está ligada a preços altos ou baixos demais. É necessária uma análise do mercado em que a empresa está inserida, uma análise de custos da empresa, bem como  uma análise do equilíbrio operacional e do retorno esperado pelos empreendedores.


CONCLUSÃO

Se o seu desejo for trazer crescimento para sua empresa dentro do setor alimentício, é necessário observar o desejo do seu consumidor e o que ele espera da sua empresa. Depois de entender e compreender o seu cliente faça um levantamento comparando o preço do seu produto e o valor que o seu consumidor final é capaz de pagar por ele. Essa equação não deverá nunca pesar para um dos lados: o equilíbrio é essencial para se manter vivo nesse setor de alta competitividade.

No final, você só será capaz de crescer dentro do setor alimentício ao entender muito bem essa relação e saber tirar o melhor proveito dela. Em caso de qualquer dúvida, não exite em conversar com os nossos consultores! Eles estarão à sua disposição.



Deixe uma resposta